quarta-feira, 6 de maio de 2009

Submissão IV

Passaste a tua língua humedecendo mais… e pouco tempo durou até te sentir novamente e começares a empurrar… a forçar para abrir aquele buraco que se fechava ainda para ti… virei a cabeça para o colchão para não gritar quando me penetraste.

Tentei relaxar… sabia que atenuaria a dor, mas o meu corpo não me respondia.

E tu continuavas… enterrando cada vez mais...

Entretanto a tua mão encontrou o caminho para a minha cona e os teus dedos acariciaram-me mais uma vez daquela forma que me enlouquecia… sentia o orgasmo a chegar… a explosão prestes a acontecer…

Mas a dor não parava. E o teu toque também não arrancado-me gemidos de prazer... e dor.

Encontrava-me envolta numa espiral de sensações que raiavam a insanidade... e ao mesmo tempo me surpreendiam com uma estranha lucidez.

Sentia o ritmo da tua respiração ofegante e soube que em breve terminarias…

Na boca o sabor acre do sangue levou-me a pensar que devia ter mordido o lábio com força demais…

Sufoquei um grito quando atingi o orgasmo. Quase em simultâneo também paraste… e contigo o tempo…

Apenas a nossa respiração, que aos poucos normalizava, era perceptível.

Saíste devagar de dentro de mim… quase sem dor. Deixei-me cair. Meio dormente, meio ausente…

Senti a tua mão acariciando o meu cabelo e desviei-me. Não queria que me tocasses. Desapertaste a fita com que me prenderas os braços.

“- Psiu… estás bem?”
Não respondi. Nem eu sabia ao certo como estava.
“- Linda…?”

Puxaste-me para ti e envolveste-me num abraço apertado. Percebi que os meus braços respondiam ao teu abraço.

- Acho que não tenho muito jeito para isto – murmurei.
Apertaste-me mais contra ti.

“- Portaste-te lindamente…” – disseste baixinho – “não imaginas como me excitou ter-te assim… nunca te senti tão minha.”

- Está calado. Ainda me pões a chorar outra vez…
Mas já foi tarde o aviso. As lágrimas caíam uma vez mais, desta feita sem que eu soubesse ao certo porquê.

“- O que se passa? – soavas meio assustado agora.
Tive vontade de me rir.

Olhei-te nos olhos e beijei-te apenas. Um beijo doce… de entrega, de cumplicidade. Sentia-me mais perto de ti. Mais perto de mim… estranha a sensação que me envolveu no culminar daquela experiência.

Como se tivesse libertado algo que há muito ansiava por sair… como se tivesse encontrado algo que perdera, sem saber se alguma vez tinha possuído.

Sentia-me exausta e meio dorida… creio ter adormecido nos teus braços. Quando acordei já começava a anoitecer. Tu dormias, os teus braços envolvendo o meu corpo. Aninhei-me contra ti e deixei-me ficar… em breve teríamos de ir embora, mas agora queria saborear o momento.

40 comentários:

No Devil disse...

Palavras para quê , já me iria repetir... :))

Beijo-te

Saltos Altos Vermelhos disse...

xiiiiiii isto aqui está mais quente que lá fora :D

A Princesa disse...

Adorei ler estes teus textos!!!
Parabéns... consegues através da escrita transpor-nos para o cenário...

Bjs

Rafeiro Perfumado disse...

O quê, nem um cigarrito no fim, nem nada? ;)

Beijo!

Branca disse...

Depois de uma entrega tão plena nada melhor que dormir no aconchego dum abraço...

Muito bom seus textos!

Bom dia amiga...bjo carinhoso!

*§ Marie §* disse...

Muitas semelhanças, uma diferença amiga,é que eu não sufoco os gritos dos orgasmos! Enfim sou barulhenta, isto não agrada a todos...Paciência!
Beijinho e espero que estejas bem...

Sacerdotisa disse...

Seline,

Maravilhoso desfecho. Interessante que apesar de haver um clima forte durante todo o conto, seu fim remete-nos à calma, tranquilidade, típicas de um amor verdadeiro.

Beijos, linda.

Princesa disse...

" A glória da amizade não é a mão estendida, o sorriso carinhoso e a delícia da companhia. É a inspiração espiritual que vem quando descobre que alguém acredita e confia em você ".

Rei Lagarto III disse...

Um final subtil para acabar em beleza...

Adorei

Zeze disse...

E quando assim é, acaba em Beleza :) palavras para k

Beijoka

Pearl disse...

Adorei o final, acho que uma situaçao dessas deve ser finalizada com Amor assim como foi o caso!!

Gostei de ler-te!!...muito!

beijos

Seline disse...

No Devil :)
Beijo-te de volta

Seline disse...

Saltinhos, temos mesmo de arranjar o ar condicionado... ;)
Beijinho

Seline disse...

Obrigado Princesa :)
Bom saber isso.
Beijo enorme para ti

Seline disse...

Caro Rafeiro,
Eu não fumo, ele anda a ver se deixa ;)
Beijo

Seline disse...

Tens toda a razão Branca :)
Obrigado pelas tuas palavras.
Beijo pra ti linda

Seline disse...

Querida Marie,
Eu normalmente também não o faço, mas a situação era... especial ;)
Quem não gostar... azar :P
Beijinho linda

Seline disse...

Querida Sacerdotisa,
Amizade, cumplicidade... talvez seja uma forma de amor.
Beijo enorme

Seline disse...

Sábias palavras doce Princesa :)
Beijinho linda

Seline disse...

Que bom que gostaste Lagartinho :)(um destes dias tens de meter a plebe na ordem :P)
Beijo

Seline disse...

Zeze, resta-nos saborear o momento ;)
Beijo

Seline disse...

Pearl,
Fico feliz em saber que gostaste :)
Beijinho

Blue disse...

Verdade, depois de uma assim, só resta saborear o momento...
Beijos

Aqui - Ali - Acolá disse...

Olá Seline bom dia:

Um final verdadeiramente de luxo!..

A intensidade com que escreves os teus textos são de uma capacidade extrema que por vezes não há palavras para os descrever.

Tudo isto aliado à tua perfomance de mulher desinibida merece da minha parte todo o meu carinho por ti porque também és uma alma doce, suave e muito bela.

Espero de ti mais textos arrasadores, porque afinal, este teu cantinho me faz vir aqui com grande prazer ler com muita admiração a tua forma de seres mulher muito querida.

Bjos e felicidades te desejo amiga.

Teu Fã

Desejos Aliciantes disse...

Parecia que estava existindo um clima desconfortável depois do sexo e antes dele também...
porém acho que vc foi sedendo e aproveitando o momento...
Boa noite pra vc
Beijos aliciantes

Seline disse...

Nem mais caro Blue ;)
Beijo

Seline disse...

Querido Aqui-Ali-Acolá,
Obrigado pelas tuas sempre tão meigas palavras.
Que a vida te sorria sempre!
Beijo enorme

Seline disse...

Gaby,
De expectativa talvez... nunca desconfortável.
Como o sermos apanhados num jogo no qual não conhecemos todas as regras, mas ainda assim avançamos porque confiamos no parceiro com que jogamos ;)
Beijo para ti

No Angel disse...

Adorei cada instante!
A forma como descreves desperta o desejo de arriscar.
Mas confesso-te que não sei se teria a coragem de jogar tal jogo...
Bjos, mtos

PEKADUS disse...

Oi..
Seline..

Dizer que Adorei,será pouco para tamanho texto..
Realista..
Será que SUBERBO chegará para defenir?!..

Adorei mesmo..

Bjos cheios de muito Pekadu..

Mr. Mojo Risin' disse...

...adoro cada momento!

beijooo da alemanha

e.

Paulo disse...

Adorei, que me tivesses oferecido o que nunca ofereceste a ninguém... e recordar isto além de me agradar, faz-me desejar pela próxima vez....

kitten disse...

Você sempre tem as melhores imagens eróticas. Eu amo eles!

Abraços,
kitten

Seline disse...

No Angel,
A coragem nasce do desejo, do querer, mas também da confiança e cumplicidade com quem "joga" connosco ;)
Beijo linda

Seline disse...

Pekadus,
Muito obrigado pelas tuas palavras.
Sabe bem ler isso :)
Beijos pecaminosos para ti

Seline disse...

Mr. Mojo Risin'
Obrigado :)
Retribuo o beijo

Seline disse...

Paulo... o desejo é mútuo.
Miss you.
Beijo-te

Seline disse...

Dear Kitten,
Thank you so much for your words :)
Hugs

f_terapia disse...

Adorei a descrição, que por sinal, me deu umas boas ideias...

Seline disse...

F_terapia, bom saber isso ;)
Beijo