segunda-feira, 27 de abril de 2009

Submissão

Não recordo bem como tudo começou. Qual foi o catalisador que terá feito surgir as primeiras conversas sobre o assunto.

Submissão. Um “jogo” que quisemos experimentar. Um fetiche que partilhávamos e que juntos quisemos tornar real.
Ambas as situações me excitavam… estar na posição de submissa… ou na de dominadora. Foi um pouco ao acaso que escolhemos os primeiros papéis, que mais tarde invertemos e voltámos a inverter, acabando onde tínhamos começado.

Engraçado como pouco a pouco, os limites que traçáramos, definindo os parâmetros da relação que nos permitiríamos ter, iam sendo removidos.

Foi ao assumir o papel de submissa que tomei consciência da confiança que tinha em ti.
A simples ideia de entregar, não apenas o meu corpo, mas a minha própria vontade, nas tuas mãos, ao invés de despertar receio, despertou apenas uma nova forma de excitação, intensa a um ponto que me apanhou desprevenida.

Algemas, vendas… não eram brinquedos novos, mas assumiam naquele jogo um novo papel, mais profundo, porque a vontade que ditaria a sua função seria, desta vez, unicamente a tua.
E eu… limitar-me-ia a seguir a tua vontade… o teu desejo… o teu prazer… estranhamente toda a situação acabou por me dar a mim um prazer inigualável.

Delineadas algumas regras, foi com um misto de receio e ansiedade, excedido apenas pela excitação que tomava conta de nós, que nos lançámos nesse “jogo” e assumimos os papéis que nos caberiam, como actores numa peça em que o enredo estava nas tuas mãos.

À hora marcada cruzámo-nos, como se por acaso, no hall do prédio. O facto de ser na tua casa, um local que eu já conhecia, dava-me uma certa segurança, uma certa sensação de aconchego.

Nada disseste e eu mantive-me calada. Entrámos no elevador e mal a porta fechou encostaste-me contra o espelho. Sentia a tua respiração tão acelerada como a minha… com uma mão levantaste a saia e acariciaste-me as nádegas… confirmando se eu tinha vindo como ordenaras. Completamente depilada, nada por baixo da saia.

Aquela total ausência de palavras começava a provocar em mim algum desconforto… não desagradável porém… de alguma forma semelhante ao provocado pelas bolas chinesas que me mandaras usar… e que naquele momento preenchiam a minha cona… quase quebrei a regra do silencio e te pedi para parares o elevador naquele momento. Quase…

Quebraste o contacto com o meu corpo, e mantiveste uma postura de indiferença, que não me agradou de todo, até o elevador parar.

Abriste a porta do apartamento e fizeste-me sinal para entrar. A tensão que a tua atitude me provocava estava a tornar-se difícil de suportar.

Conduziste-me ao meio da sala e sentaste-te no sofá, como espectador de um filme que se desenrolava perante ti.
“- Despe-te.”
A aspereza da tua voz surpreendeu-me… parte de mim tentava relembrar-me que estávamos apenas a jogar um jogo que ambos escolhêramos.

Desapertei lentamente os botões da blusa e depois a saia que caiu aos meus pés. Baixei-me para a apanhar…
“- Deixa. Continua.”
Tirei a blusa e desapertei o soutien desnudando os meus seios que não permitiam negar a excitação que sentia no momento. Baixei-me para desapertar as sandálias, e pu-las de lado.

Tu limitaste-te a olhar-me com uma expressão algo displicente, não fosse o brilho desse olhar que eu tão bem conhecia, a denunciar-te.
“- Fizeste o que te mandei?”

Tinhas-me proibido de me tocar no dia que antecedeu o nosso encontro.
Acenei que sim.

“- Vai para o quarto. Quero-te na cama, de quatro, virada para a parede… as pernas afastadas.”
Hesitei por momentos e depois dirigi-me ao quarto, colocando-me na posição que ditaras. Mais que nervosa começava a sentir algum receio… não que isso de algum modo diminuísse a minha excitação.

Sentia as bolas dentro de mim a cada movimento que fazia, pois, mesmo naquela posição, não conseguia imobilizar-me totalmente.
Ouvi-te ligar a televisão… e eu começava a sentir-me totalmente ridícula naquela posição.

Não dei por entrares no quarto, apenas te percebendo quando as tuas mãos começaram a desenhar nas minhas costas uma linha… com início na base da nuca, provocando um arrepio que percorreu todo o meu corpo, e prosseguindo… até agarrares o fio que prendia as bolas e começares a brincar com ele...

Continua

36 comentários:

Blue disse...

Amei...
:)
Anseio a continuação...

kiss

O Principe disse...

Sempre muito quente por aqui...

Linkámos no Palácio, ok?

Beijos Principescos

Blue disse...

Sempre uma viajem rumo a imaginação fértil!
Bonito... em plena segunda...
Beijos

No Devil disse...

Deliciosa como sempre a tua descrição, transportas-nos para o local com as tuas palavras :))

Beijos

Blue disse...

Olha!!!! Tá aqui outra Blue!!!
:S
:S

No Angel disse...

Querida Seline
A forma como te exprimes faz-me sentir que estou a assistir a essa peça de camarote... para não dizer que me sinto parte dela.
Beijos

Seline disse...

Querida Blue,
Não vai demorar ;)
Beijo enorme

Seline disse...

Príncipe,
Tento manter um temperatura agradável ;)
Já vos tinha linkado... sem pedir licença :P
Beijo

Seline disse...

Caro Blue,
Há que começar a semana com o pé direito... as 2ªs custam a passar.
Beijinho

Seline disse...

No Devil,
Deixa-te levar... talvez te agrade o destino ;)
Beijo

Nanda disse...

Uauuu....

Linda, que delicia de ler...
imaginar-se nas suas linhas... caminhar em seus pensamentos...
sentir apenas...
Lindo... perfeito...
aguardando a prometida continuação...

obrigada pelo carinho de sempre, ok?

Seline disse...

Querida Blue,
Antes de mais dizer-te que tu és única menina!
É um Blue ;)
Beijo linda

Seline disse...

Querida No Angel,
Que te agrade esse sentir :)
Beijo

Seline disse...

Querida Nanda,
Obrigado eu pelas tuas doces palavras :)
Beijo com carinho

Paulo disse...

Nessa altura tinhamos mais tempo para as nossas brincadeiras... agora é sempre a correr, mas pelo menos a intensidade mantêm-se, adorei voltar a ver as bolas no sábado ;)

Seline disse...

Paulo... se mantém...
Não quero que fiques com saudades, ou te queixes que brinco sozinha com os nossos brinquedos ;)
Beijo-te com vontade de mais...

No Devil disse...

Seline,
Por este andamento, tens que arranjar um espacinho para mim e para a No Angel , um camarote já não dá...lol a forma como nos transportas com a tua escrita e nos fazes sentir no local é bom demais...

Beijos

Aqui - Ali - Acolá disse...

Olá Seline bom dia amiga:

Sempre com uma certa ansiedade em ler teus posts eu assim fico, pois pela tua tão sublime descrição naquilo que escreves, me leva a falar-te assim.

O teu dom de saberes pôr as palavras no sítio certo é muito intenso, coisa que dá mais realce aos teus textos tão belos naquilo que exprimes.

Tudo escrito ao pormenor para que quem leia teus textos parece estar dentro deles, (pelo menos assim que eu o sinto).

Este teu post (Submissão), começou de uma forma muito tentadora, bem delineada, aguardo a continuação que deverá ser de bons momentos de arrepiar, (e que momentos tu exprimes amiga).

Que venha a continuação depressa para que o ênfase de ler teus belos textos abrande rapidamente.

Teu Fã.

Bbjos e dias felizes te desejo..

Sacerdotisa disse...

Seline,

Eperiência que tenho muita vontade de viver... entregar-me totalmente aos desejos de alguém...

Esperando a continuação.

Beijos, linda.

Seline disse...

No Devil,
Estejam à vontade meus lindos, a casa é vossa. Portem-se mal ;)
Beijo

Seline disse...

Querido Aqui-Ali-Acolá,
Obrigado por tão ternas palavras.
A continuação virá breve.
Agradeço e retribuo teus votos de dias felizes.
Que a Vida te sorria alma linda!
Beijo com carinho

Seline disse...

Sacerdotisa,
Neste post e nos que se seguem, tento exprimir por palavras a intensidade do que partilhámos... talvez consiga dar uma pálida ideia do quanto a experiência foi marcante... a confiança e a partilha de vontades foi o princípio.
Não vai tardar a continuação.
Beijos linda

Goodvibrations disse...

Vibrante a leitura, vibro na espera...

Beijos vibrantes

kitten disse...

Tais um bom post! Aguardo com expectativa a continuação da história.

Seline disse...

Goodvibes,
Bom ter esse efeito...
Beijo

Seline disse...

Kitten,
Welcome. It won't be long ;)
Kiss

Blue disse...

Bom dia Seline,
embora nesta terça não encontre a continuação...
Foi bom você avisar a Blue,
De que azul pode ser feminino ou masculino também!
Mas vou lá visitá-la,
e deixar meu pitaco!

Beijos

Seline disse...

Caro Blue, em princípio cá estará amanhã ;)
Apenas um lapso dada a coincidência de nick.
Mas visita-a sim, estou certa que vais gostar do que encontrares :)
Beijos

Miguel disse...

muito bom.. bem escrito e interessante :) e sensual claro..

vou passar para ver a continuação :)

Cem disse...

e que comece o "espectáculo"!

:)

ansiosa_mente

;)

Eternus disse...

são jogos deliciosos.
parabens pelo blog

beijo

Seline disse...

Sê bem vindo Miguel,
Obrigado pelas tuas palavras :)
Beijo

Seline disse...

Cem,
quase a chegar a 2º acto ;)
Beijo

Seline disse...

Sê bem vinda Eternus,
Deliciosos é pouco para os descrever...
Obrigado :)
Beijo

intimidades disse...

maravilha

Jokas

Paula

Seline disse...

Obrigado Paula :)
Sê bem vinda.
Beijo